Folha do ES
Seg, 30 de Jan

Home   Estilo     Celebridades


Governo do Qatar aciona embaixada brasileira para tratar de humorista que foi preso

Governo do Qatar aciona embaixada brasileira para tratar de humorista que foi preso

O humorista brasileiro foi preso no Qatar nesta segunda-feira (5)

  Por redação - HF

  07.dezembro.2022 às 08:40

O Comitê Supremo do governo do Qatar, órgão que organiza a Copa, entrou em contato com a embaixada brasileira em Doha para tratar da detenção do humorista Fábio Rabin na segunda-feira (5), durante a goleada do Brasil sobre a Coreia do Sul. O governo queria saber se o humorista havia feito alguma reclamação formal a respeito do caso.

Na segunda, após ser detido a caminho do estádio por embriaguez pública, o humorista fez graves acusações contra a organização da Copa e afirmou ter sentido medo de morrer enquanto estava sob custódia policial. As declarações foram dadas também durante lives transmitidas a seus mais de 800 mil seguidores.

De acordo com quem soube da conversa entre os governos de Qatar e Brasil, os qataris foram informados de que o humorista não havia formalizado denúncias. O Comitê Supremo decidiu então não se pronunciar oficialmente sobre o caso.

Rabin participou de um "esquenta" com torcedores brasileiros antes de ir ao estádio 974 assistir à partida. Quem estava com ele relatou que, no momento da abordagem, o humorista estava embriagado e não conseguiu se comunicar com a equipe do estádio. A polícia foi acionada e o conduziu até a "tenda da sobriedade", um espaço aonde torcedores são levados se apresentarem sinais de embriaguez.

O Qatar tem leis rígidas contra a venda e o consumo de bebida alcoólica. O Artigo 270 do Código Penal do Qatar prevê pena de prisão de até seis meses e/ou multa de 3 mil reais qataris (o equivalente a R$ 4,5 mil) para quem for encontrado embriagado em via pública. Em orientação a seus cidadãos, a embaixada britânica em Doha afirma que britânicos já foram detidos pela polícia qatari por embriaguez pública. Durante a Copa, porém, a aplicação da lei tem sido relativizada, por causa da grande presença de estrangeiros no país.

A venda e o consumo de álcool são liberados em alguns estabelecimentos licenciados, como restaurantes e hotéis frequentados principalmente por estrangeiros.

Na segunda, após ser liberado e reencontrar seus amigos em Doha, Fábio Rabin afirmou que se desesperou ao se ver na sala da polícia e por isso começou a transmitir uma live lá de dentro. Procurados pela reportagem para comentar o assunto, a embaixada brasileira em Doha e o humorista não retornaram até a publicação da reportagem.

O humorista brasileiro Fábio Rabin se tornou o mais novo personagem da Copa do Mundo ao compartilhar sua experiência traumática no Qatar enquanto estava a caminho do estádio 974 para assistir à goleada da seleção brasileira sobre a Coreia do Sul pelas oitavas de final.

O artista, que soma 888 mil seguidores no Instagram, ficou detido em uma tenda à qual a polícia leva os torcedores alcoolizados nos arredores do estádio. Vencedor do prêmio de melhor show de stand-up do Risadaria em 2018 e ex-Pânico na TV, Rabin já fez turnês mundiais e tem mais de uma década dedicada a shows de comédia. Após se arriscar no curso de relações internacionais, não concluído, Rabin se apaixonou pelo teatro após fazer um curso com Otávio Martins.

"Eu comecei a fazer [o curso de relações internacionais], queria entrar para esse meio de política, nunca soube para o que servia. Quando eu vi que os meandros eram muito corruptos, falei: 'Putz, preciso buscar outro trabalho'", disse Rabin em entrevista ao "Conversa com Bial" em 2019.


Fonte: Noticias ao minuto

Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo da Folha do ES para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2023 Folha do ES. Todos os direitos reservados.